quarta-feira, 27 de maio de 2015

Desabafando!!!

Antes, na minha insignificância, acreditava que todo mundo só deixava de fazer determinadas coisas por alguém quando o desejado não estava ao seu alcance ou a oportunidade não batia na porta. Enganei-me?! Ou reafirmei o que outrora já passeava por minha mente?! 

Hoje, descobri que realmente fazer o bem não está ao alcance de todos e que existem pessoas que não conhecem o significado da palavra oportunidade e muito menos de criá-la. Para isso é preciso adaptar-se ao respeito e a valorização, que são adjetivos para substantivos próprios que entendem que o outro é um ser único, merecedor e capaz de adquirir a sua dignidade. Seja por meio da oportunidade que surge ou da que você faz acontecer.

Pensava que olhar pra frente e buscar a melhoria para o que não vai bem fosse o alvo de todos os envolvidos com aquele meio. Aff, despenquei do barranco com a cara no chão quando comecei a entender o porquê das boas ações sem interesse não acontecerem. Entendi que a gente só ajuda o próximo se a bondade de Deus nos alcançar. Entendi também que quem tem boca fala o que quer e não se responsabiliza pelos falsos que levantam. Entendi que amar é o verbo que conjuga o homem. Sem amor as ações são mornas, a luz vira escuridão e o som se converte em silêncio, e isso, às vezes, dói, desespera, choca!

Sai por ai e depois de correr por alguns trechos, conhecer pessoas e lugares, compreendi que somos tão pequenos, ingênuos e utópicos. Vi gente grande se fazendo criança e tanta criança que mais pareciam gente grande! Vi tanta gente achando que é o rei da cocada preta e tanta cocada de coco disfarçada de licuri.

É mesmo muito triste agarra-se ao “não posso”, “não vai dar certo”, “nem vou tentar...” é triste ver uma andorinha querendo fazer verão sozinha, é triste olhar para os cantos e ver que aqueles que deveriam batalhar por quem ainda é menor, se omite com medo de lutar.

Mas, onde está a utopia, em mim ou neles? Sei lá!

By Anne Alves

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Outro dia falo de amor

Somos todos dotados de defeitos e qualidades. Temos paciência e limitações, e muitas vezes arriscamos sentimentos de carinho por outros seres que também possuem deformidades como nós.
Aí nos deparamos com um tantão de decepções e arrependimentos que nos fazem calar o ensejo porque falar às vezes, é mais ferino. O pasmo com determinados comportamentos transformam a gente em seres humanos crus. Porque a tolerância de repente vai embora e já não temos mais a paciência que outrora se fazia senhora da razão, o limite chegou e queremos mesmo é mandar todo mundo pro inferno, por mais que saibamos que isso não é bonito, nem prudente.
É que as fichas vão caindo e vamos enxergando o que antes não se via. Até sabemos que convivência é conhecer com detalhes, e reconhecer que somos imperfeitos, contudo, existem valores que não se podem perder com a aproximação, há comportamentos que nos acompanham em qualquer situação, eles nos retratam em ações e reações.
Por esta razão, por acreditar que somos o resumo das nossas ações é que devemos sempre agir com verdade, então fale, esboce, rebata, cobre, jogue limpo... Falar pelas costas não vai resolver nada e o pior, quando achamos certas coisas sobre alguém, certamente este alguém também acha certas coisas sobre nós. 

No fim das contas, ninguém é perfeito pra ninguém. Tudo pode ser recíproco, inclusive a indiferença, o pior mesmo é fazer-se de desentendido, pois, a frieza dos sentimentos cozinhando em uma panela que não tem pressão é como uma comida que ficará dura. 

Somos errôneos, cheios de defeitos e neuroses, porém têm atos que impulsionam a defesa e vamos sempre nos desfender, acredito que essa é uma reação normal de todo ser humano, temos valores, certezas, utopias, o gênio, o temperamento e a convicção de que aquilo que suspeitamos é real. Isso certametne se chama desconfiança! O que nada mais é do que a ação devolvida pelas inúmeras vezes em que vimos à falsidade mirar o alheio. Assim, iremos sempre agir com a intenção da defesa.
Então, aquela decepção que citei no início se acentua e queremos e preferimos ficar longe, pois a aproximação desce salgada e insossa e cada olhar atravessado é mais uma certeza de que estamos no lugar errado e com as pessoas erradas!
E se permanecermos assim, sem resolver o que está engasgado o afastamento é certeiro e os sentimentos se minarão. Estamos à beira do abismo, talvez a aproximação extrema tenha nos afastado!

Hoje estou pensando assim, outro dia eu falo de amor!
By Anne Alves

sexta-feira, 13 de março de 2015

Clame por Ele*


 
Na adversidade nos sentimos inseguros, desorientados e presos ao sentimento de injustiça ou culpa, é exatamente nesses momentos que devemos nos lembrar de que nada acontece por acaso e que talvez quando Deus não muda a sua situação é porque talvez, ele esteja usando essa situação para mudar você!
A vida na terra é cheia de atribulações, contudo, quando nos cercamos do amor de Deus podemos entender que somente rendidos a Ele conseguiremos saltar o medo e transformar a frustração em degrau de sabedoria.
Busque a Deus, ajoelhe-se e fale com seu Pai, Ele te ouvirá. Renda-se a Cristo, chame por Ele.
Não importa o que você fez, nem o que você é ou ao menos o que tem... Ele espera por você, Ele quer estar perto de ti, quem sabe Ele esteja esperando somente isso para transformar ao seu dia escuro em claridade plena?!. Clame por Ele!
No mais, “O próprio Senhor irá à sua frente e estará com você; Ele nunca o deixará, nunca o abandonará. Não tenha medo! Não desanime!” Deuteronômio 31:8

By Anne Alves

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Te amo!


 
Sonho com você e meus lábios se abrem num sorriso.
Penso em você e quero viver mais.
Você é um puxão que a vida me dá
É a fonte viva de ar que me faz ganhar a paz de ver a chuva que cai.
Sonho com você e vejo meu mundo inteiro numa alegria que se encontra com um beijo seu...
Acordo e penso em você! E ganho o dia, não dá pra evitar.
Penso em você e não dá pra esconder, és meu sol, minha lua e cada gota que molha o meu ser.

Incrivelmente, te amo assim!

Anne Alves

sábado, 12 de abril de 2014

Aos meus raios verdadeiros


Amigos são raios de luz que caem na vida da gente e ficam... Quando verdadeiros. Sim, porque quando eles assim são, ficam amarrados na gente, se laçam e os nós não desatam nem com a distância.

São seres que sentem a sua dor no olhar, se entregam e choram quando você diz sofrer. Criaturas que se permeiam na sua história e fazem a sua vida se misturar com as delas.

Amigos que guardam papéis, fotografias, lembranças... Que se importam com você e guardam as suas monossílabas como características também de amor. São aqueles indivíduos que vêm a sua mente quando você quer conversar, segredar, dar mil gargalhadas ou derramar algumas lágrimas.

É um amistoso perfeito para carregar no peito e sentir-se rico; é uma sinfonia de sons que se arrastam por sua vida e fazem dela um show particular, só para os íntimos, só para os amigos.

Pessoas que a gente dá o sol, a lua... E quando menos imaginamos eles voltam enrolados num papel brilhante com um bilhete escrito: “Amor a gente retribui”. Ai você dá aquele sorriso e pensa: Como é bom tê-los! Que sorte tive ao encontrá-los!

Aryanne Alves

Seja Cristão de verdade

O mundo está ai e fazer parte dele é algo inexplicável, afinal, falar dele é discorrer em existência e tudo isso é grandioso demais pra mim. Porém, por aqui fazemos algumas buscas e corremos atrás de alguns encontros.

Existem pessoas que encontram Deus através das religiões, eu inclusive, o achei assim. Entretanto, acredito que estamos longe de deter a verdade absoluta em qualquer que seja a linha de religião.

O que me leva a escrever sobre o assunto é que ao observar as pessoas indo e vindo, descendo e subindo, uma mulher me chamou atenção e é por conta dela que redijo e penso: Se for pra ser Cristão, que seja de verdade!

 Não me refiro às coisas materiais, muito menos aos “prazeres da carne”, até porque religião é algo muito complexo e individual, você faz o que acha que é certo, que não está atingindo ninguém e pronto, o importante mesmo é buscar o crescimento espiritual.  E as suas buscas devem mesmo ser algo que fará de você um ser humano diferenciado. Mas, quero me aludir ao comportamento do coração, as atitudes de cooperação que você dá para o mundo.

Entendo que ser cristão é acreditar e seguir a Cristo independente de instituição; é se espelhar no Senhor e buscar contribuir com o bem, sem se deixar amordaçar, nem também sentir-se superior a alguém por isso. No entanto, se você for daqueles que batem nos peitos e dizem que são de Deus! Seja mesmo. Mas seja de verdade, aja com sabedoria e bondade como Ele agiria. Seja ponderado, paciente, engula o orgulho, deixe a arrogância de lado e tente ter a visão do reino.

Errar é natural, falar do próximo não é algo do outro mundo, até porque todo mundo faz isso, e quem disser que assim não faz está mentindo e mentira a gente sabe que é do cão, pois o verdadeiro cristão entende que Cristo é dono da verdade e não da mentira. É lógico também que ser cristão não é deixar de ser humano, muito menos de se transformar em santo. Mas ,o peso cai sobre os ombros dos que usam o cristianismo para intitularem-se como seres iluminados, sábios, salvos e separados por Deus; dotados de talentos e dons que só quem “é de Deus” tem. E que realmente tenha, esse não é o problema, porquanto creio nos poderes e magnitude do Senhor para aqueles que Ele acha merecedor de tal feito; contudo, dê testemunho com sua vida, com seu comportamento, com seu respeito e tolerância aos que são mais jovens, menos vividos, aos iniciantes e aos irmãos de outra fé. Seja cristão com o pé no chão, seja grande tornando-se pequeno, seja luz verdadeiramente, fale e faça as coisas com mansidão, seja diferente e ai então te olharão como um ser realmente especial e digno de ser chamado de CRISTÃO.
Anne Alves

A Loba*

 
Sou doce, dengosa, polida
Fiel como um cão
Sou capaz de te dar
Minha vida...

Mas olha
Não pise na bola
Se pular a cerca
Eu detono
Comigo não rola...

Sou de me entregar
De corpo e alma na paixão
Mas não tente nunca
Enganar meu coração
Amor pra mim
Só vale assim
Sem precisar pedir perdão...

Adoro sua mão atrevida
Seu toque, seu simples olhar
Já me deixa despida
Mas saiba que eu
Não sou boba
Debaixo da pele de gata
Eu escondo uma loba...

Quando estou amando
Eu sou mulher de um homem só
Desço do meu salto
Faço o que te der prazer
Mas, oh! meu rei
A minha lei
Você tem que saber...

Sou mulher de te deixar
Se você me trair
E arranjar um novo amor
Só pra me distrair...

Me balança mas não me destrói
Porque chumbo trocado não dói
Eu não como na mão
De quem brinca
Com a minha emoção...

Sou mulher capaz de tudo
Prá te ver feliz
Mas também sou de cortar
O mal pela raiz...

Não divido você com ninguém
Não nasci prá viver num harém
Não me deixe saber
Ou será bem melhor pra você
Me esquecer...
Alcione



sábado, 14 de dezembro de 2013

Hoje, não te achei!




Já faz um tempo em que não me permito mais pensar no passado que não tive, na presença que atendia por ausência! Mas, mediante as últimas batidas do meu coração não tenho mais conseguido fugir dos pensamentos que me invadem.
Hoje mais do que qualquer outro dia do ano, ou dos últimos 10 anos, senti um incomodo, uma angústia, uma vontade de pegar o telefone e te dizer o que ficou preso em minha garganta por anos! Queria dizer do amor e do pesar que sinto! Queria falar da minha vida e saber da sua!
Corri pra casa, peguei o telefone, meu coração batia acelerado, os olhos se inundavam e a ansiedade de ouvi-lo quase não cabia em mim; mas não tive resposta... Aquele velho número já não existia mais. Então embargada na minha emoção, sentei e chorei!
Procurei-te e não te achei, queria ouvir a sua voz e dizer: Eu estou aqui!
...
Às vezes, tenho raiva de mim, tenho raiva de sentir saudade do desconhecido, sinto raiva em me pegar pensando em cenas que nunca aconteceram... Mas, isso acontece, deve ser porque eu sou gente, porque tenho coração, porque aprendi a dar valor às pessoas mesmo quando não existe reciprocidade, porque mais do que existir é necessário viver, mais do que receber é preciso se doar. Passei a minha infância te esperando... E acompanhando a canção: "As noites sabem como te esperei, não conto pra ninguém [...] se você é real, por que você não vem?" A sua falta me perturbou, me encabulou, me fazia órfã de pai vivo. Mas, hoje sou eu que quero te buscar, quero te abraçar e quem sabe enfim, poder falar do amor que sempre senti!
Hoje não te achei,não achei a voz suave de quem também me gerou, mas encontrei os sentimentos de  pesar e gratidão pois no emaranhado do meu peito me dei conta que foi a tua lacuna que fez de mim o que sou!
E eu te amo, amo porque aprendi com a vida que amar é ser generosa. E a minha vida eu devo também a você.
Quem sabe ainda haja tempo? Quem sabe um dia a gente não se encontre? E se nessa vida não for possível, que Deus possa nos dar em outras vidas o prazer de sermos pai e filha. 
Hoje estou mergulhada na saudade do que ainda não tive!
 
By Anne Alves


sábado, 21 de setembro de 2013

À você, meu parceiro pra vida inteira*


Hoje mais do que qualquer outro dia do ano senti uma imensa vontade de te dizer umas coisas, mas talvez o emaranhado das atribuições não me deixou oportunidade; então deitei para dormir, pensei em você, levantei-me novamente e decidi escrever...

...Você realmente é o irmão que não tive! Somos parecidos demais, amigos demais e irmanados mais ainda. É incrível como a nossa verdade se mistura, como o seu jeito de ser se confunde com o meu, como a nossa história é parecida, às vezes parece até copiada, “rs”... Como contemplamos as mesmas belezas, acreditamos nos mesmos fantasmas e até rimos e choramos das mesmas peripécias.

Os dias passam, as situações chegam e a cada capítulo apresentado pela vida vou tirando as cortinas da janela... E é inacreditável... Você sempre está lá do outro lado, acenando pra mim, me dando a mão, sendo ponte e degrau, sendo escudo e defesa, sendo amigo e irmão.

Meu único “amigo” homem, meu parceiro incansável, meu companheiro de profissão, meu irmão também de dente... Rsrsrs, é amigo, não adianta mais, estamos entranhados, e se depender de mim nunca nos apartaremos...  E se um dia eu desviar o caminho, me puxe à orelha, me fale umas verdades e não deixe que o orgulho nos afaste.

Amo você, a sua sinceridade, a sua proteção, o seu ombro amigo, mas amo acima de tudo... TER-TE COMO IRMÃO!!!

By Anne Alves

domingo, 12 de maio de 2013

Mãe que me abraça.

 
Das plenas lembranças que tenho da minha infância, a mais vigorosa e alegre é do abraço de mainha. Sem duvida não consigo lembrar do primeiro aconchego, mas imagino que foi no primeiro instante em que a gente se viu. Abraço que me cerca nos momentos mais alegres, tristes e sublimes, calmos, turbulentos e suaves da minha vida.
Posso sentir nos seus abraços o consolo para que eu não chore, multiplicando seus braços em centenas de abraços que têm a capacidade de me acalentar, amar e fazer sorrir numa medida de disfarces que só uma mãe tem.
Com sua aptidão engana as dificuldades e abre mão dos seus planos para que se realizem os meus. Seu sobrenome devia ser AMOR; pois ele está em todos os momentos da sua doação.
Mãe que cuida, que embala, que alimenta, que perde o seu sono para me esperar. Mãe, minha linda mãe que me abraça. EU TE AMO!
 
By Anne Alves

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Monólogo do caderno


 
Enfim, perdi o meu carinho por você!

Hoje me dei conta das tantas vezes em que me magoei com as suas rabiscadas em meus manuscritos. Preencheu-me com muitos verbos, mas me borrou com muita força também. Procurei no seu estojo as atitudes de amor e verdadeira parceria e não as encontrei.

Achei algumas folhinhas perfumadas com meia dúzia de palavras bonitas, ma as rochas preciosas que um dia imaginei decorar minha contra capa não estavam lá, nunca estiveram, não as ganhei.

Então percebi que no fundo mesmo, bem lá no limite da página não existe lealdade, nem verdade, nem raízes.

Contudo, embora embriagada de todas as certezas, só lamento o carinho que perdeu, pois este não se tornou imortal, nem infinito, apenas durou o tempo que a tua ação matou.
 
By Anne Alves

sábado, 13 de abril de 2013

Pra Sempre!


Não sei por que você se foi, quantas saudades eu senti e de tristezas vou viver, aquele adeus não pude dar, você marcou a minha vida, viveu, morreu na minha história, chego a ter medo do futuro e da solidão que em minha porta bate! E eu gostava tanto de você!
Vou morrer de saudade, não vá embora...

Amava tanto você!

Você foi um anjo bom que entrou na minha vida, que me fez rir, chorar, cantar... Uma linda moça, que amei a cada momento vivido, a cada palavra compartilhada, a cada lágrima caída!

Lembro-me do primeiro instante que te vi. Gostei no primeiro olhar! Você me chamou de Ary e parecia que a gente já se conhecia há anos... Mas a correnteza te levou de mim! Perdi o teu sorriso, calou-se a sua voz!

 E eu, eu sinto tanta falta!

Espero as tuas mensagens e elas não vêm; a saudade me toma o peito, e me pergunto por que foi tudo tão rápido?

Queria ter navegado tantos mares contigo, ter pintado tantas telas, ter escrito aquele texto e preenchido teu coração.

Fecho os olhos e te vejo!

Então me pego a relembrar as nossas peraltices... Foram molhos, lasanhas, farofas... Deitamos no chão, cantamos na sala, cozinhamos na cozinha, conversamos e choramos no quarto, dividimos um lanche no Gil, um pastel, um caldo... Passeamos pelo meu casulo e lemos as escritas que um dia a vida me impulsionou.
Brindamos nossas gargalhadas e fizemos planos, muitos planos!

 Visitou-me quando eu mais precisei, me ofereceu a sua casa, o seu cantinho, me abraçou!

Contamos dos nossos amores, das nossas irmãs, da nossa família, da nossa história e enraizamos a nossa amizade com a minha Ju e a sua Juju.

Coloriu o chão da minha terra, cobriu meus vales, floreou meu caminho, me ensinou a viver...

Hoje carrego um lamento, uma agonia, uma saudade doída que me faz chorar! Meu coração ta faltando um pedaço, não sei o que fazer, o que dizer, pra onde ir, só te peço amiga minha, que daí olhe por mim.

Lembro de você todos os dias!

Te amo PRA SEMPRE, sei que um dia a gente vai se encontrar!


By ”Ary” Anne Alves
 
 
 

sábado, 6 de abril de 2013

Pronta para ti*


 
Estou me aprontando para ti!

Esta noite todos os meus detalhes são teus, o meu cheiro, a minha boca, a minha loucura e lucidez!

Escolhi a minha mais fina lingerie, vesti o meu melhor vestido, calcei o salto que você gosta e bebi um cálice de vinho.

Derramei a minha lavanda, desenhei os meus lábios e pintei o meu olho, desprendi os meus cabelos e deixei-os caindo sobre o meu rosto. 

Esta noite burlarei a minha razão e permitirei que meu coração arranque de ti tudo que desenhei para nós.

Estou pronta!
Anne Alves

Amanhã


 
Amanhã, quando o dia nascer, quando o sol aparecer, tudo será pleno!

A noite será calma e a madrugada falará do amor que se esconde em nós. Estou ansiosa pelo amanhecer, pelo nosso reencontro.

Quero fitar o teu olhar e me encantar com a tua brandura.

Amanhã estarei ai para jurar-te a minha afeição!

E fazer da minha canção o espelho da felicidade que se anuncia.

Amanhã quando tudo for presente encontrarei o teu sorriso e te entregarei a minha paz, o meu bem e o meu ser.

 Você será a minha placidez, o destino que eu sempre busquei.

E então enfim, eu serei completamente sua e você inteiramente meu!

 
Anne Alves.

sexta-feira, 22 de março de 2013

Ausência



 Já faz um tempo que tenho guardado o meu coração e me recusado a escrever sobre a dor e a tristeza de não ouvir mais algumas vozes, sentir alguns cheiros, compartilhar outros risos e não ver suas faces.

Cadê meu príncipe? Onde estão as minhas princesas? Meus lírios.

-Foram embora!

Meu baile se apagou, parou a música, perdeu-se o encanto... Faltavam vocês. Meu guardião, minhas petizes. A ausência me pegou a traição.

Então conto de vocês, remou a falta, sinto um nó no peito e percebo que não sei falar das perdas, não sei contar do meu pesar, não sei deixar de não pensar, de não chorar e tão pouco segurar o meu pranto.

-Deus, me empresta a tua paz! Hoje eu to sentindo tanta saudade!



MEU AMOR ETERNO À MEU AMADO VOVOZINHO ENOCH, QUE ERA MAIS QUE UM PEDAÇO DE MIM... MINHA MENINA ILUMINADA LIDIANE (LIDY), NUNCA ESQUECEREI O TEU SORRISO MINHA AMIGA... E MINHA PRIMA QUERIDA ALEIDE, POR QUEM CARREGAREI A LIÇÃO DE VIDA DEIXADA... GUERREIRA!



By Anne Alves

domingo, 9 de dezembro de 2012

Sua verdade



Durante a metamorfose só não se esqueça de quem você realmente é, existe tempo pra tudo inclusive para conhecer melhor; não faça as coisas só para agradar os outros, agrade primeiramente a você. Não esconda aquela essência que faz você ser quem verdadeiramente é, não se entregue tanto e nem invente ser outra pessoa, não se recrie, pois você se cansará, não esconda sua verdade, remolde algumas atitudes, claro, é preciso, afinal de contas você amadureceu né?! Mas não queira de todo ser o que nunca foi, isso afastará quem te conheceu no passado. Contudo viva, viva mesmo e bastante, faça o mundo inteiro babar o mel que escorre da tua face; e livre-se dos arranhões que um dia a vida lhe deu, eles não combinam mais com você!                     
By Anne Alves

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Esperanças do meu eu.




O ano está chegando ao fim, e junto com ele quero também dar fim a algumas coisas que já não me servem mais...
Quero despedir-me de alguns objetos, de alguns projetos, de pensamentos incertos e caricaturas que assombraram o meu passado.

Carregarei a lembrança de algumas marcas, de algumas chegadas e tantas partidas; lembrar-me-ei sempre das descobertas e das carapuças que me dedicaram. Mas, me permito carregar apenas, os rostos que brilharam, as palavras que me alcançaram, os sorrisos que me invadiram e o cuidado das flores.

Quando o ano vindouro chegar, debulharei as esperanças do meu eu, mas enquanto isso, vou dançando até o vento passar.

By Anne Alves

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Você em mim




É tão bom acordar com teus beijos,
É bom sentir o teu cheiro,
Ver o teu sorriso logo de manhã cedo,
Coisa boa é ter os teus chamegos o dia inteiro.

Afinal, é tão lindo ouvir você cantar pra mim,
Falando coisas que só a gente sabe
E que meu coração se embala
Porque nossa dança ressalta a delícia de sermos um.

Gosto quando você me olha, me provoca e traz pra mim
Um perfume de jasmim, enrolado no carmim,
E se encosta no meu rosto me dizendo assim:
TUDO SÓ TEM SENTIDO PORQUE TENHO VOCÊ EM MIM!!!

                By Anne Alves